7 passos para deixar a Marinha do Brasil

Foto: Poder Naval

Você não se sente realizado profissionalmente servindo à Marinha do Brasil. Ou percebeu que como militar não é tão útil ao país quanto gostaria. Siga os passos abaixo, encontre satisfação no trabalho e contribua para o desenvolvimento social brasileiro. O caminho não é fácil, mas existe vida fora da Marinha, embora queiram te convencer do contrário.

1. Reflita sobre seu futuro profissional. O primeiro passo de qualquer ação bem executada é planejá-la. Se não fosse militar, qual profissão você gostaria de exercer em dois ou três anos? Identifique agora, pelo menos, se prefere a área de Humanas ou de Exatas.

2. Ingresse no Ensino Superior. Não é preciso ter graduação completa para deixar a Marinha, no entanto, cursar uma faculdade pública ou privada aumenta sua qualificação para o mercado de trabalho. Existem oportunidades de estágio para todos os períodos da graduação.

3. Pague suas dívidas e poupe. O marinheiro costuma ser financeiramente desorganizado. Para quem quer deixar a Marinha, as dívidas criarão uma dependência financeira, exatamente o que você quer evitar. Guarde parte do salário na poupança depois que quitar as dívidas no cartão de crédito, cheque especial etc.

4. Crie uma plataforma digital. Crie um blog, uma página no Facebook e/ou perfil no Twitter para registrar seu aprendizado no Ensino Superior. Compartilhe dicas sobre o que aprendeu nas aulas e isso ajudará você a conhecer outras pessoas interessadas no mesmo tema. Negócios na Internet são criados diariamente. Através da plataforma digital, você terá a opção de empreender quando estiver preparado para deixar a Marinha, em vez de procurar um emprego formal.

5. Estude. A dedicação da vida militar deixa pouco tempo para estudar, por isso cada minuto é precioso. Estude nos intervalos do almoço e nos intervalos do plantão quando estiver de serviço nos fins de semana e feriados. Estabeleça uma rotina de estudos diária. Tenha sempre um livro a mão nos deslocamentos entre sua casa e a Organização Militar onde serve e aproveite o tempo no trânsito para estudar. As melhores universidades do mundo disponibilizam cursos online gratuitos. Faça alguns para enriquecer seu currículo.

6. Pesquise vagas de emprego e estágio. Para aumentar a segurança da transição e a confiança em si mesmo, pesquise na Internet se existem oportunidades de trabalho para o curso de graduação pretendido. Use sites de emprego como Catho, Indeed e Vagas.

7. Peça baixa. Depois de pagar suas dívidas e juntar alguns meses de salário na poupança (o ideal é ter o suficiente para terminar a faculdade), você provavelmente estará no terceiro ou quarto período da graduação. Respire fundo, crie coragem e não renove o contrato com a Marinha. Alguns praças reprovam no curso de especialização de cabos ou formação de sargentos para agilizar a saída. Atualize seu currículo e peça baixa.


Casa de Agonia denuncia o uso da hierarquia e da disciplina, bases sagradas do militarismo, como ferramentas de opressão que satisfazem os caprichos de chefes autoritários na Marinha do Brasil.

COMPRE AGORA (R$ 7,85) | Leia a amostra

Deixe uma resposta