“Vota no Dejorge porque ele está ajudando a construir o Monte da Adoração”. Com esse argumento a equipe de Dejorge Patrício, candidato a deputado federal, tentava conquistar eleitores no último domingo na saída do Rincão do Senhor, no bairro gonçalense do Rocha. Nenhuma proposta política acompanhava o santinho que trazia o número do candidato impresso. Dejorge pretende se eleger explorando a fé católica e subestimando o eleitor gonçalense.

Meses atrás, um grande doador do Projeto do Monte, que não queria ter seu nome revelado, passou a ser citado nas missas de domingo e a receber os agradecimentos do reitor do Rincão, Padre José Osmar de Medeiros (Padre Dé). O Projeto do Monte se trata da construção de um acesso para fiéis e de um espaço de adoração no topo de um monte dentro do Rincão.

Mais perto da campanha eleitoral, o nome do doador especial finalmente foi revelado: Dejorge Patrício. E os agradecimentos a Dejorge, no altar da Igreja, se repetem várias vezes por mês.

No último domingo a presença do candidato ganhou destaque novamente logo no início da Missa de Cura e Libertação, maior evento mensal do Rincão do Senhor, diante de milhares de pessoas. O público aplaudiu, mas sem muita empolgação. Jalmir Jr., candidato a deputado estadual, também foi citado.

Alguns fiéis demonstraram incômodo pela proximidade excessiva entre política e religião, ligadas apenas pelo aspecto financeiro. E não há amadorismo na relação: o reitor do Rincão esteve no Partido Republicano Brasileiro (PRB) semana passada e endossou seu apoio político a Dejorge.

O Projeto do Monte conta com ajuda financeira dos católicos mas Dejorge Patrício é o único que recebe reconhecimento público e aplausos por isso. O candidato joga com a mesma astúcia do PRB e acompanha o crescimento do partido, criado e identificado com a Igreja Universal do Reino de Deus mas que há tempos não se limita a uma religião somente.

O eleitor gonçalense terá em outubro outra oportunidade de escolher parlamentares que lutem por soluções para São Gonçalo nas esferas estadual e federal. A cidade acumula deficiências como baixo desenvolvimento econômico, baixa escolaridade da população e carências graves de transporte urbano. Apesar dos problemas, São Gonçalo tem candidatos com propostas políticas melhores e mais consistentes do que um monte para adoração.

Publicado por Mário Lima Jr.

Gonçalense, escrevo sobre política e sociedade em defesa da essência humana.

Participe da discussão

1 comentário

  1. Em toda época de eleição,os candidatos sobem no altar do Rincão.Lembro a primeira (e última) vez que estive no Rincão e Aparecida foi apresentada pelo Pe.Dé.Ela e outros politicos foram elogiados e pediram.votos.Fiquei estarrecida!!!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta