O discurso da presidente Dilma Rousseff, divulgado no dia da Independência, mostrou uma mulher disfarçando vergonhosamente absoluta insegurança quanto ao futuro do Brasil. Como de hábito, Dilma não assumiu sinceramente os erros de sua gestão e não apresentou saídas plausíveis para a presente desgraça política e econômica.

Surpreendeu a escolha única das redes sociais para publicação do vídeo do discurso, logo na data considerada pela presidente a mais importante para o país. De acordo com o IBGE, menos da metade da população tem acesso à Internet, enquanto 97% dos domicílios têm televisão. Como apenas 130 mil pessoas visualizaram o vídeo, a maioria gritante da população permaneceu esquecida, ignorada por sua presidente em um momento de crise.

Dilma desejava ceder o mínimo da verdade para agradar a crítica, ludibriar o povo e tentar restabelecer alguma popularidade. Por isso divulgou, na Internet, um pronunciamento superficial de 8 minutos, insuficientes para o cenário catastrófico que implica em rebaixamento do país perante investidores e encolhimento das riquezas produzidas.

Complicações que, de acordo a presidente, são o resultado daquilo que por um longo período o governo entendeu que deveria fazer. Ora, com o atestado de burrice assinado, nada mais falta para o desespero total. O maior país da América Latina é governado por amadores. Não calcularam os efeitos dos seus gastos, criaram um efeito sanfona entre crescimento e grave recessão e agora insinuam que as coisas serão bem feitas. Teriam causado menos estragos se permanecessem imóveis.

Dentro do curto discurso, apesar da crise tremenda, Dilma ainda encontrou espaço para apelar ao sentimentalismo humano, citando a tragédia migratória entre Europa, África e Oriente Médio, e também elogiou os programas Bolsa-Família e Pronatec. É ótimo termos um grupo de estudantes vencedores, mas inegável e revoltante são os milhões de analfabetos funcionais que as escolas produzem anualmente. Além da evasão escolar em massa e dos completamente analfabetos.

Quando nos revela sua opinião sobre o momento atual, Dilma prova que é impossível a recuperação do Brasil através de seu governo. Ela e o PT, dotados de profunda incompetência, não de falhas isoladas, quebraram o país e permitiram que bandidos o pilhassem. A crise é inaceitável e a permanência deste governo é desesperadora.

Publicado por Mário Lima Jr.

Gonçalense, escrevo sobre política e sociedade em defesa da essência humana.

Participe da discussão

1 comentário

  1. Eu não sabia desse discurso e tenho acesso a internet, heim, imagina quem não tem.

    Uma coisa é certa, um problema só pode ser resolvido, se aceitarmos que temos um. Se ficarmos nos enganando, nunca resolvemos.
    É isso que tem feito, nos enganando, se enganando e nada é resolvido.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta