Liga o alerta aí, amor, porque você está entrando em São Gonçalo. Nossa cidade é escura e o motorista que esquece de piscar as luzes do veículo entra em depressão.

Não me entenda mal, não é uma ameaça. Castigo da insensibilidade humana no século 21, ligar o alerta para afastar a depressão é altamente recomendável. Além disso, o Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo. Combinado esse índice com a grande quantidade de lâmpadas queimadas nos postes, corremos o perigo da tristeza à noite.

Tirando as lâmpadas queimadas e o engano que cometeram com o prefeito (a Guarda Municipal rebocou o carro dele), São Gonçalo vai muito bem, obrigado. As brigas entre grupos de escoteiros – que estavam levando a população à loucura – diminuíram bastante. As coisas estão no seu devido lugar, cada um respeita o espaço do outro.

Em muitos bairros foram criadas ruas exclusivas para o lazer e segurança da população, como aquelas que existem na Barra da Tijuca. Para fazer o isolamento as associações de moradores usaram paletes que pegaram no CEASA, pintaram de branco e penduraram flores, ficou uma coisa linda. Enquanto na Barra os caras têm dinheiro pra instalar cancelas que sobem e descem tocando música clássica, com vigia, wifi e tudo. A diferença fica na qualidade da infraestrutura. A satisfação que existe lá, temos aqui.

Somos uma cidade alegre, mas pobre e sem árvores no centro urbano, não dá pra comparar tanto com os bairros nobres do Rio. Ah, o Rio de Janeiro tem um agravante: bandidos demais. Tenho medo de andar naquele lugar.

Colocamos os meninos a partir de 14 anos uniformizados no topo do morro pra vigiar a circulação de motoristas depressivos. Como frequentemente são liberados mais cedo da escola, conseguem conciliar os estudos com a carreira, remunerada, de observador. Mantemos os adolescentes ocupados para que não se tornem adultos infelizes.

Em algumas ruas distribuem suco natural, sanduíche integral e açaí para a criançada. Em outras colocaram videogames e fliperamas, veja só que festa. Ajudar na recuperação de jovens com sinais de melancolia, coisa que o Estado falido não faz, é prioridade das associações.

Liga o alerta aí, amor, acende a luz interna e abaixa o farol e os vidros do carro. Sintonize o rádio naquela estação que adoro e vamos seguir em paz, com um sorriso no rosto. São Gonçalo é uma cidade livre, amiga, nada aqui é forçado não.

Publicado por Mário Lima Jr.

Gonçalense, escrevo sobre política e sociedade em defesa da essência humana.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta