Quando era criança muitas vezes busquei minha bola de futebol dentro da vala de esgoto que havia na esquina da rua Aldrovando Pena com a Alexandre Muniz, no bairro Vila Três, em São Gonçalo. A bola vinha molhada pela água suja, eu batia com ela 3 vezes no chão e a gente continuava o jogo. Era o procedimento entre a galera, a mão se limpava no short. Nas últimas semanas a vala foi eliminada, a rede de esgoto, reformulada, e a rua onde moro há 26 anos, asfaltada com dinheiro público federal (o governo municipal continua um fracasso).

Na primeira noite de rua pretinha e lisinha, noite de frio anormal em terra de “chapa quente”, a alegria transbordava do meu filho e de seus pequenos amigos. As meninas andaram de skate até às 22h, os meninos corriam para cima e para baixo repetidamente, por puro prazer, no mesmo local onde meses atrás bandidos armados estabeleciam toque de recolher às 18h porque o tiroteio iria começar.

No segundo dia até os adultos entraram na brincadeira, devidamente protegidos por capacete, e gravaram vídeos descendo as ladeiras ao pé do Morro da Caixa D’água de skate. Sem melhores opções de lazer, os gonçalenses “piram” quando uma rua se torna habitável.

Ontem, terceiro dia de rua nova, crianças e adolescentes das proximidades se juntaram aos moradores do quarteirão, contei 15 deles ao mesmo tempo descendo as ladeiras com longboards, skates tradicionais e de duas rodas, coisa linda de se ver. Há chances do local se tornar referência para o esporte em São Gonçalo? Sim. Tudo porque uma rua foi asfaltada com recursos do contribuinte brasileiro. Com o devido investimento, uma pequena oportunidade, São Gonçalo voa.

Mas o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é iniciativa do Governo Federal, não do prefeito Neilton Mulim. A vala negra onde eu buscava minha bola de futebol na infância era fruto do abandono político que ainda polui bairros inteiros, esquecidos. O lixo não recolhido avançou da calçada para a rua e está impedindo a passagem de veículos e pedestres nas principais vias dos bairros do 2º e 3º distritos, como Sacramento, Barracão e Santa Isabel. 42% da cidade de São Gonçalo foi alagada pelo temporal do mês de março. E o que o prefeito realmente faz contra esses problemas? Pendura placas onde não deve, como embaixo do viaduto de Alcântara, com propaganda enganosa.

ps: Para ver minha rua antes das obras, clique aqui.

Publicado por Mário Lima Jr.

Gonçalense, escrevo sobre política e sociedade em defesa da essência humana.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

Deixe uma resposta