Sites da Prefeitura e da Câmara decepcionam

Temos o privilégio de viver no período de maior inovação tecnológica da História. Ferramentas que agilizam a organização do trabalho e viabilizam a comunicação instantânea são criadas diariamente. A Prefeitura Municipal de São Gonçalo e sua Câmara de Vereadores, no entanto, seguem o atraso, a burocracia e a ineficiência de séculos atrás.

Usando um aplicativo instalado no celular, o gonçalense pode ver e conversar, ao mesmo tempo, com diversas pessoas espalhadas pelo mundo. Se ele tentar se comunicar, através da Internet, com a Prefeitura ou com a Câmara Municipal, contudo, ficará decepcionado.

Mal planejado, pessimamente desenvolvido e tecnologicamente ultrapassado, o site da Prefeitura é utilizado pelo governo atual como portal de notícias forjadas a seu favor. Os demais links servem apenas para confundir o visitante, para que ele se esqueça de que o site, bem como a Prefeitura, pertencem ao povo e a ele deveria servir.

É preciso navegar por três páginas para iniciar o registro de uma ocorrência junto à Ouvidoria Geral. Esta funcionalidade, que deveria ser a principal do portal, em vez da propaganda pró-Mulim, fica escondida, a fim de desestimular a reclamação do cidadão. Quando a encontra e faz o registro, o internauta gonçalense ingênuo se alegra em vão: seu pedido, sugestão ou denúncia ficará perdida no mundo virtual infinito e nunca será respondida.

O site da Câmara consegue ser ainda mais deprimente. É uma experiência inteiramente fracassada, grotesca, verdadeira vergonha para os gonçalenses vivendo em pleno século 21, por desconsiderar aquilo que mais se espera dos vereadores: projetos que tornem São Gonçalo uma cidade melhor.

O site promete atualizações mensais dos relatórios de transparência, mas os mesmos ainda se referem a setembro/2014, quase um ano atrás. Exibe um telefone que ninguém atende e um email inválido, que não recebe mensagens. A afirmação de que será construído aos poucos é mentirosa, o site não é desenvolvido e carrega erros grosseiros, como parágrafos incompletos, links ocultos ou quebrados e páginas estranhamente vazias, como a de Licitações.

Existe uma distância enorme entre o gonçalense e os Poderes Municipais, distância que não cabe neste mundo. Como nos representam, se não podemos entrar em contato?